sábado, 26 de março de 2011

sobre os vôos da nossa alma





Era Janeiro...




E Janeiros sempre foram sinônimos de terra úmida
com cheiro de limo,aquele verde que nasce mesmo
fora da terra, formando um tapete em beiras de calçadas,
paredes, pedras e troncos.
E nos galhos, depois das chuvas, os pássaros...

Era Janeiro e os pincéis buscavam dar vida a um pássaro
em um pedaço de madeira bruta.

Na verdade era uma alma, a buscar cores em sua vida.

Na verdade era uma vida, a buscar sua alma.

E vieram dezembros...
E outros Janeiros...
até que os pincéis chegassem aos seus olhos trazendo luz.

Mas faltavam os pés, com que caminhar...





detalhe de "esperança em minhas mãos"

acrílico sobre madeira reciclada
iniciada em 2007
concluída em janeiro de 2011

2 comentários:

Cristina Jacó disse...

Olá Angela, bela arára gostei muito da textura.

Angela disse...

Cris!
é muito importante prá mim ter você por aqui, analisando meus rabiscos!

beijos e obrigada!!!